Artigo de março de Dr. Fábio Luiz Vicente

Celular, Trauma, Superação, Felicidade, Viagem, Relações, bullying, Perda, criança, vida, Comida, Fobia social, Doença, depressão, desobedientes, Financeira, Violência, Vidas




você vive hoje como um dia sonhou viver?

Existem momentos ao longo de nossas vidas em que somos intimados a refletir mais profundamente sobre alguns temas. Já parou para observar como ultimamente um grande número de pessoas se queixa de que os anos parecem passar mais rápido e, nem mesmo um ano se inicia, temos logo a impressão de que meses se passaram? Em nossa jornada muitas vezes podemos viver como alguém que olha pela janela de um carro em movimento, em que tudo acontece em uma velocidade muito rápida, e nem sempre conseguimos entender com clareza o destino que estamos dando para nossas vidas.



Nem sempre a vida nos leva para onde sonhamos, mas é precisamente nesse momento que temos que nos perguntar: o que me impede de atingir meus objetivos? Todo mundo tem ao menos uma grande pedra atrapalhando o caminho. Qual é a sua? Parece óbvio, mas muitas pessoas têm uma grande dificuldade em estabelecer um objetivo claro de onde querem chegar e estão constantemente fazendo escolhas que as levam cada vez mais longe de seus sonhos. Muitos querem comprar um carro, mas estão constantemente endividados com gastos supérfluos no cartão de crédito; outros querem entrar em forma, mas estão constantemente cedendo ao desejo da comida gostosa, porém, não saudável. Tomar decisões nem sempre é fácil, pois elas nos tiram da zona de conforto. Seja gentil com você mesmo, reconheça que todos nós temos erros e fraquezas, e elas, com certeza, farão parte de sua vida, assim como fizeram parte da vida de muitos que hoje vivem uma vida plena de realizações e conquistas. Mas, também, estabeleça um proposito de mudança. Lembre-se de que pessoas bem sucedidas sempre têm muito claro quais são suas prioridades, são disciplinadas e procuram encarar as adversidades da vida (que são muitas) de uma forma positiva. A mudança de mentalidade é fundamental para atingirmos nossos objetivos. Lembre-se de que você não é uma vítima do destino, você é o protagonista da sua história. Não posso concluir sem mencionar um trecho de um poema de Jorge Luiz Borges “Eu era um daqueles que nunca ia a parte alguma sem um termômetro, uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um paraquedas e, se voltasse a viver, viajaria mais leve. Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar descalço no começo da primavera e continuaria assim até o fim do outono. Daria mais voltas na minha rua, contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças, se tivesse outra vez uma vida pela frente. Mas, já viram, tenho 85 anos e estou morrendo”.

Dr. Fábio Luiz Vicente
Psicólogo Clínico e Neuropsicólogo

Confira outros artigos de Dr. Fábio Luiz Vicente no site da Revista O Comércio