Da produção à venda

Hortaliças-orgânicas




Eduardo cultiva e vende hortaliças orgânicas há sete anos

Priscila Pegatin

É antes de raiar o dia que Eduardo Soares de Campos começa sua rotina de trabalho. Dividido entre o cultivo e a venda de hortaliças orgânicas, há sete anos ele está à frente do Du Horts. “Comecei neste ramo vendendo banana na beira da pista, por incentivo do meu sogro, José Paulo Barbirato. Depois, ao longo do tempo, resolvi seguir a dica de uma cliente e iniciei o plantio de alface”, conta.

Desde então, Eduardo não parou mais e já colhe os bons frutos de tanta dedicação.



Relembrando do primeiro contato com os clientes até a relação que criou hoje, Eduardo explica que algumas coisas mudaram. “Quando vendia banana a abordagem era na beira da pista, agora, a venda é diferente, de porta em porta. Tenho clientes fixos em Macatuba e Pederneiras, além da Prefeitura de Macatuba, que atende as escolas”, diz orgulhoso.

Mas, como todo bom comerciante, Eduardo já almeja o crescimento da empresa e a conquista de novos consumidores.

Questionado sobre o segredo de tanto sucesso, ele afirma. “A estratégia para venda é simpatia e qualidade da verdura. Sem qualidade você perde o cliente, mesmo que o preço seja bom”. É esta, inclusive, a dica que Eduardo repassa para os seus vendedores, que hoje são dois.

Por falar em vendedores, ele fez a divisão do trabalho da equipe em setores para otimizar o atendimento. “Temos um vendedor que atende a parte de cima da pista (altos da cidade), em Macatuba, e um em Pederneiras. Eu fico na parte de baixo da pista (Centro e demais bairros)”, explica. Além da venda direta, o que Eduardo faz questão de participar, ele mesmo dedica o restante do dia à produção, afinal, o cultivo orgânico requer cuidados, principalmente na prevenção de pragas e controle de água em estações chuvosas. Todo esse trabalho resulta em produtos de qualidade para complementar as opções de um cardápio saudável.

Para o futuro, Eduardo está cheio de planos. Prevê aumentar a produção, mantendo a qualidade orgânica, conquistar novos clientes e, consequentemente, gerar novos empregos.