O que leva a mulher ao orgasmo

Sexual





A maioria das mulheres aponta que uma ótima experiência sexual inclui estimulação no clitóris, sexo oral, beijos excitantes e carícias demoradas. As pesquisas americanas revelam que mulheres lésbicas (86%) têm mais orgasmos que as mulheres heterossexuais (65%) e bissexuais (66%). Isso se deve ao fato do homem estar mais focado na penetração do que nas preliminares e também das mulheres conhecerem melhor o próprio corpo e o caminho para dar prazer à parceira. No Brasil, mais da metade das mulheres (55%) não tem orgasmo ou sente dor na penetração. Se sentir orgasmo é muito bom, não tê-lo pode ser frustrante, fonte de angústia e de baixa autoestima.

A maior queixa feminina é justamente a falta de desejo sexual, ou seja, justamente o início do caminho para o orgasmo. Isso pode ocorrer devido à ingestão de certas medicações, dor, depressão, falta de atração pelo parceiro e, principalmente, pela falta de intimidade com o próprio corpo. Você sabia que 40% das mulheres brasileiras não se masturbam? O clitóris tem mais terminações nervosas que a cabeça de um pênis, ou seja, uma grande parcela ainda tem muitos pudores e dificuldades para lidar com a própria sexualidade.



A probabilidade de o homem descobrir o caminho do prazer por ela fica bem pequena. O orgasmo vem através da estimulação do clitóris, e na relação sexual é muito importante que a mesma conduza o parceiro para os estímulos que promovam o aumento de sua excitação até chegar ao orgasmo. Muitas, porém, ainda se preocupam em satisfazer o parceiro, sentindo-se constrangidas em pedir ou insinuar algo para si. Isso acontece devido à educação repressora que a menina recebe já na infância. O sexo não pode ser encarado como um dever para satisfazer o parceiro. Muitas vezes, quando o parceiro ejacula, ambos encerram a relação sexual sem levar em conta a satisfação da mulher. O que eles não sabem é que sucessivas relações sem prazer acentuam ainda mais a falta de desejo, agravando muito a qualidade da intimidade e da parceria.

O melhor remédio para o sexo está na sua cabeça. Procure se informar sobre o assunto em fontes confiáveis e se dedicar a descobrir o que realmente limita sua experiência de obter orgasmo. Deixe a vergonha de lado e foque no seu objetivo. Não hesite em buscar ajuda com um profissional especialista para tirar dúvidas. O que leva a mulher ao orgasmo é sua disposição para responsabilizar-se por si mesma e pelas sensações que deseja experimentar na vida.

Dra. Salete Cortez
Psicóloga clínica, pós-graduada em Sexualidade Humana e especialista em Pânico e Depressão

Confira outros artigos de Salete Cortez no site da Revista O Comércio

orgasmo