Campanha orienta e recolhe óleo de cozinha usado

óleo usado




A cada dois litros de óleo de cozinha usado aluno leva para casa um frasco de detergente

As secretarias de Saneamento e Meio Ambiente e de Educação, de Macatuba, já estão trabalhando no Projeto “Óleo de Cozinha Usado” nas quatro escolas municipais em parceria com a empresa ADN Biodiesel que tem como principal objetivo dar destinação correta ao óleo de cozinha usado, que não deve ser descartado na rede de esgoto ou na terra já que cada litro de óleo descartado incorretamente polui 1 mil litros de água.

A empresa ADN Biodiesel troca dois litros de óleo de cozinha usado por um frasco de detergente que o aluno leva para a casa. As escolas que cumprirem a meta de recolher 1 mil litros de óleo usado até o dia 15 de novembro de 2018 vão receber um brinde para ser sorteado entre os alunos.



O óleo arrecadado será comprado pela empresa ADN e o dinheiro arrecadado com a venda fica para a APM (Associação de Pais e Mestres) das escolas.

O biólogo Antonio Carlos Perucci Junior está visitando as escolas e realizando palestras de conscientização sobre o descarte irregular do óleo de cozinha usado.

“O primeiro prejuízo pode ser nas próprias casas, pois muitos descartam nos ralos de pias e causa entupimentos. Outro prejuízo é para o meio ambiente já que muita gente descarta este material no solo, fundo de quintal, por exemplo. E também prejudica o tratamento de esgoto que não foi feito para tirar óleo da água e sim matéria orgânica. Então, invariavelmente, o óleo acaba nos corpos de água com grande prejuízo à fauna e flora”, explicou.