Organização e planejamento: comunicação assertiva

Fast-foods, Isolamento, coronavírus, Comunicação




Durante a minha vida como comunicador (e lá se vão quase dez anos), aprendi algumas coisas importantes no meu ramo de atuação – jornalismo informativo, assessoria de imprensa, marketing e magistério. Uma delas é que a organização e o planejamento são essenciais para que o trabalho não se perca. Aliás, essas características são imprescindíveis em qualquer área profissional, porém, na comunicação elas se tornam ainda mais vitais. Explico.

Um dos grandes erros das empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, é não dar o devido valor à comunicação. E você, leitor, deve estar pensando “ah, empresas que trabalham com comunicação devem fazê-la de maneira bastante intensa e assertiva”. Pois é, não é bem assim. Os ruídos entre emissor e receptor são tão comuns em meu ramo de atividade quanto nos outros, seja por informação com ruído ou pela ausência dela. E essa falha leva ao não planejamento e organização das atividades diárias/mensais/anuais, culminando no insucesso em projetos que pareciam bons inicialmente, mas não foram colocados em prática da maneira correta. Vale lembrar que não estou julgando aqui se os profissionais envolvidos são ou não competentes para exercer as suas tarefas. São apenas falhas processuais.



“Ah, mas por que a comunicação é tão importante para organização e o planejamento da minha empresa?”. A resposta é mais simples do que parece. Para que possamos transmitir uma mensagem com eficiência, independentemente do meio utilizado, é necessário conhecer quem é o seu receptor. Para quem estou falando? Qual é o seu perfil de consumo (seja de informação, serviço ou produto)? Quando e como ele costuma ter acesso a estes conteúdos? Estas são perguntas essenciais para direcionar um trabalho. Após colocar o projeto em prática, outras perguntas devem ser lançadas. A comunicação foi efetiva? Quantas pessoas tiveram acesso à sua informação, ao seu produto, ao seu serviço? Quantas delas entenderam o recado? Preciso mudar algo? Lembrando que esta segunda etapa de perguntas só faz sentido se você teve planejamento e organização, características da primeira série de questionamentos.

Você, amigo leitor, que tem o seu próprio negócio, já parou para pensar o quanto a organização e o planejamento são importantes para a sua empresa? Mais do que isso, se ligou o quanto uma comunicação bem-feita pode lhe ajudar nestas tarefas essenciais para a saúde financeira da sua empresa? Pense nisso!

Angelo Franchini Neto
Jornalista, especialista em Marketing Digital e em Estratégias Competitivas: Comunicação, Inovação e Liderança