Renovada

Dieta

Saúde a autoestima: esses foram os combustíveis para Andreia emagrecer 30 KG em apenas seis meses

Angelo Franchini Neto

Perder peso. Está aí um tabu para a maioria dos brasileiros, não é mesmo? Não para Andréia Contato. Ela perdeu nada mais, nada menos do que 30 kg em apenas seis meses, o que dá uma média de mais de um quilo por semana. Quer saber a fórmula secreta? Então confira!

Como tudo começou

Tudo começou em 2013, quando Andréia decidiu emagrecer. “Quando eu era jovem sempre briguei com a balança, mas nunca estive imensa. Depois que dei à luz ao Leonardo (único filho de Andréia), engordei 25 kg e continuei assim, com sobrepeso. Até que em 2014 uma amiga me apresentou o livro da dieta Dukan, que é uma low carb bastante agressiva e dividida em quatro fases. Em uma delas, inclusive, as restrições são muito grandes”. Apesar do medo inicial, Andréia resolveu arriscar. “A nutricionista falava para eu comer um punhado de arroz, um bife e vários legumes, tudo muito limitado, mas eu gosto é de comer e aquela dieta não me oferecia isso”.

Foram quase 20 kg perdidos em três meses, mas logo o sobrepeso voltou. “Eu mudei para Lençóis Paulista e relaxei bastante. Tentei burlar a dieta, dar aquele jeitinho brasileiro. E voltei à estaca zero”. Em 2018, novamente Andréia decidiu emagrecer. Mas dessa vez o desfecho foi outro. “Pesquisei bastante e encontrei a low carb, que não é tão agressiva quando a Dukan. Nela eu posso comer gordura boa, mas é claro que não é com frequência. Junto à dieta, comecei a praticar zumba, que é um exercício que gosto muito, e iniciei o jejum intermitente”. O resultado foi espantoso: de julho a dezembro de 2018, Andréia perdeu 30 kg. “A minha primeira meta era baixar dos três dígitos. Depois, baixar dos 90. E é como estou hoje”.

Sobrevivendo às tentações

No começo da dieta, ficar sem comer o famoso pãozinho foi um “caos”, como a própria Andréia define. No entanto, após um arranque inicial, hoje ela se permite dar pequenas escapadas sem que todo o trabalho seja comprometido. “É claro que não é como antigamente, quando eu tomava um pote de sorvete em minutos ou então comia uma barra de chocolate sozinha”.

O apoio do filho também é essencial nesse processo. “O Leonardo me dá uma baita força para que não aconteça como em 2013. Também coloquei na minha cabeça que, do jeito que eu estava, poderia morrer cedo. Nunca tive problemas de saúde graves, mas volta e meia precisava fazer inalação e a coluna travava. Tudo por conta do sobrepeso. Agora isso é passado”.

E o futuro?

Andréia segue com os 85 kg mesmo após as festanças de final de ano. “Sobrevivi ao Natal e Ano Novo sem engordar. Não sei o que acontece, parece que a comida do mundo vai acabar. A gente come como loucos”, brinca. O objetivo, a partir de agora, é baixar a marca dos 80 kg. “Nesse momento não estou 100% focada por conta do trabalho, mas logo isso vai mudar. Quero voltar a fazer exercícios e ter uma alimentação ainda mais regrada. E sei que posso fazer isso, pois o que ocorreu em mim foi uma mudança de vida”, finaliza Andréia.