Uma doce história

Pães de mel




Isabella vende pães de mel e, com o dinheiro, banca sozinha a faculdade de Direito e a van escolar

Angelo Franchini Neto

O jornalismo comunitário é fascinante! Através dele, conhecemos histórias incríveis que nos deixam lições de vida. E nessa edição, a Revista O Comércio traz em suas páginas uma personagem que, apesar das dificuldades, jamais pensou em desistir do seu grande sonho: se tornar delegada da Polícia Federal. É Isabella Lopes, de 19 anos, que vende pães de mel para poder pagar a faculdade de Direito e a van escolar.

Como tudo começou

No segundo ano do Ensino Médio, Isabella foi visitar parentes na cidade de Indaiatuba. Lá, aprendeu a fazer pães de mel com a tia, Paula Lopes. “Ela sugeriu que eu colocasse para vender na padaria do meu pai, e foi isso o que eu fiz”. Não demorou muito para as delícias logo ganharem outros clientes fiéis. “Coloquei para vender na cantina da escola e depois, com a ajuda do meu pai, comecei a vender no comércio”.



Mas não é a dedicação de Isabella na produção de pães de mel que chama a atenção. É o que a jovem faz com o dinheiro. “No terceiro ano do Ensino Médio, decidi que estudaria para me tornar delegada da Polícia Federal. Mas o concurso público exige formação em Direito e uma rotina estudos bastante puxada”. Foi nesse momento que ela pensou: por que não utilizar o dinheiro da venda de pães de mel para pagar a faculdade e a van escolar? Foi o que ela fez, e ainda acrescentou no “menu” lanches naturais e cones de mousse.

Felicidade que não cabe no peito

Hoje, Isabella contabiliza cerca de 100 pontos de venda, que garantem os estudos da jovem. “Seria mais puxado para os meus pais se eu não arcasse com essas despesas da faculdade e da van. Por isso me sinto orgulhosa em poder pagar as minhas próprias contas. A minha felicidade em pagar um boleto é igual a de uma criança quando ganha uma bicicleta de presente”, conta, aos risos.

Corrido, sim; desestimulante, jamais

A rotina de Isabella é bem cansativa. Ela acorda por volta das 5h40, vai para a faculdade em Bauru, retorna às 13h, produz os pães de mel, almoça e sai novamente de casa para vender na rua. “À noite aproveito para estudar e produzir mais pães de mel”, garante. Apesar do cansaço, Isabella não pensa em desistir jamais. “Estou ansiosa para me formar e ver que tudo valeu a pena”, finaliza.


Serviço

Quer experimentar as Delícias de Maria? Entre em contato com Isabella pelo telefone 99835-7368 e conheça os pães de mel, lanches naturais e cones de mousse.