Vivendo o hoje, pensando no amanhã

Sara Hughes




Sara Hughes gentilmente recebeu a equipe da Revista O Comércio para um bate-papo sobre a sua vida empreendedora

Angelo Franchini Neto

“Accountability é uma palavra em inglês que não tem uma tradução ao pé da letra em português. Significa a sua habilidade não somente de ser responsável, mas também ir até o fim para prestar contas e entregar algo”. Através desse pensamento, Sara Hughes dá um pitaco de como é o seu espírito empreendedor, plantado e cultivado nos Estados Unidos.

Sara nasceu na Califórnia e, como uma boa americana, cresceu empreendendo. “Nos Estados Unidos, se você quer ganhar dinheiro ainda criança, deve bater de porta em porta e oferecer serviços”. O sotaque prova que não é apenas o empreendedorismo que a Empresária do Mês carrega consigo da terra natal. “Com 12 anos eu já cortava a grama, limpava casas e cuidava de crianças”. Aos 13 veio a primeira ideia empreendedora. “Convenci uma pessoa de que eu poderia abrir a loja dela aos finais de semana, para fazer algo específico”. Pouco tempo depois, outra experiência fez com que Sara amadurecesse ainda mais. “Eu era patinadora, mas acabei sofrendo um acidente e deixei de praticar aquele esporte. Mas para não sair daquele ambiente, resolvi vender camisas customizadas e adesivadas com ferro de passar roupas”.



Após fazer faculdade de Negócios e Relações Internacionais, cursar MBA e rodar o mundo, Sara Hughes chegou ao Brasil aos 27 anos, no Grupo Lwart. O momento era ímpar no Brasil, que pensava de uma forma mais globalizada. “Caí em um lugar onde consegui aprender mais ainda”, brinca. “Lá dentro empreendi muito, inclusive com a criação da Lwart Química, na qual fui diretora geral. Aliás, não é apenas os empresários que devem empreender, acredito que qualquer colaborador precisa ter essa mentalidade”.

No começo dos anos 2000, a inquietação de Sara ganhou novos contornos, dessa vez, educacionais. Pautada em resultados obtidos através do Projeto Formação de Líderes, do próprio Grupo Lwart, e no desejo em construir uma escola diferenciada para seus filhos e os filhos da comunidade de Bauru, ela deu início à escola FourC Bilingual Academy, em Bauru. O terreno foi adquirido em 2003 e, quatro anos mais tarde, as paredes já eram levantadas. A inauguração aconteceu em 2008 e, no dia 2 de fevereiro de 2009, teve início o primeiro ano letivo, com 123 alunos e 47 profissionais.

Atualmente, além do Grupo Lwart e da FourC Bilingual Academy, a Empresária do Mês também se dedica a um projeto de educação EAD (Ensino à Distância), denominado Scaffold Education (andaime, em inglês), que dispõe de soluções de aprendizado para garantir os melhores resultados para seus clientes. “Analisando o que a tecnologia podia nos oferecer, percebi que o que a gente tinha aqui era muito pobre, simples. Por exemplo: transformar uma lousa em digital, ou mesmo ler um livro no tablet. Por isso decidi dar início à Scaffold Education”. Sara confessa que não pretende investir em outro projeto. Mas quem conhece essa mulher de fibra sabe que o amanhã pode reservar grandes novidades. “O mundo precisa amadurecer, pois a tecnologia não está pronta para algumas situações, no entanto, nós precisamos sempre estar ligados”, completa a empreendedora.